Papel de um Líder de Testes no Scrum...

Topic created · 25 Posts · 12042 Visualizações
  • @Leonardo-Galani essa função acho que é uma boa mesmo, acho que agregaria bastante. Mas andei lendo sobre o Spotify, e lá eles usam um modelo Lean… Será que no Scrum funcionaria? Ou é errado pensar que é limitado fazer isso no Scrum, já o ágil permite fazer essas adaptações?
    Então Líder poderia ser uma pessoa a parte das equipes, apenas fazendo um mentoring, auxiliando com conceitos, ferramentas, práticas e etc?

  • Você pode ocupar qualquer papel no Scrum, vai depender apenas da sua intenção.
    Não vá por esse caminho se seu objetivo for apenas manter o status do antigo cargo, pode funcionar no atual emprego, visto que as pessoas são as mesmas e aceitariam com facilidade, mas você terá problemas quando trocar de emprego.

    Os times de scrum quase sempre elegem seus Scrum Masters (pessoas que são lideres naturais), e sempre tenho visto um vinculo com a determinação dessas pessoas em dar uma direção ao time. Líder técnico no scrum é apenas um ponto focal e que entende bem do produto que trabalha.

    Sua carreira é consequência do bom trabalho.
    Preocupes-se menos com ela e mais com o trabalho que a sua carreira vai melhorar por consequência.

    Abraços,
    Eduardo Souza

  • @LeoCarvalho acho que a questão de se encaixar independe do cargo anterior, um dev pode ser SM, um tester pode ser SM, um GP pode ser SM. Isso depende do quanto a pessoa está disposta a quebrar paradigmas e mudar sua forma de trabalho.

    A pessoa tem que se desprender do atual e pensar no futuro (como discutimos no outro post sobre a mudança em relação a carreira de QA).

    Dependendo do formato pode seguir esse exemplo do coaching e mentoring, não tendo um SM ou líder ou o que quer que seja dedicado a um time, mas sim sendo “utilizado” segundo a necessidade.

    Pra quem está começando com ágil, acho que vale a pena seguir o by the book, mas com o tempo você vai vendo a necessidade de melhorar (e esse é o objetivo, melhoria contínua) e começa a sair das regrinhas do Scrum pra Kanban e Lean por exemplo.

    O que o @Eduardo-Souza falou é bem importante também, ser líder de testes ou líder técnico do time não garante que você vai ser um bom SM.

    O SM é um facilitador do trabalho do time e não um líder/chefe.

  • Acho que tudo vai depender do tamanho da empresa, como os times são formados, entre outros pontos.
    Vou dar um exemplo do que o @Leonardo Galani comentou sobre multiplas equipes, para complicar a vida do Líder técnico de teste rsrs.
    Trabalho na Locaweb, temos muitos times onde a maioria adota agile, outros projetos são waterfall, temos uma equipe de QA onde cada um trabalha em seus respectivos projetos(times).
    Nosso chefinho(rs) Robson Agapito que é o coordenador desse exército de Qa’s, é nosso facilitador, coach e tudo mais. Trabalha como líder técnico auxiliando todos os Qa’s nos diversos times, acompanha os ritos de cada projeto, dependendo do time veste o chapéu de SM.
    Cada time possui seu SM, seu GP, seus líderes e todos convivem em harmonia.

    @LeoCarvalho: Acho que qualquer um do time que se sentir à vontade pode ser SM. Desde que esteja preparado e disposto como a @Samanta Cicilia disse.

  • É pessoal, essa ideia de haver um líder técnico auxiliando os analistas me agradou bastante, e acho que se encaixa até melhor em um local que possua muitas equipes. Acima de tudo, em uma transição de tradicional para ágil, um dos pontos principais é a mudança de pensamento dos envolvidos.
    Sem dúvida, com a opinião de cada um de vocês pude formar um pensamento bem mais concreto sobre esse assunto. Obrigado, e quem tiver mais opiniões e exemplos por favor compartilhem 😉

  • @Rafael.Olivieri disse:

    Acho que tudo vai depender do tamanho da empresa, como os times são formados, entre outros pontos.
    Vou dar um exemplo do que o @Leonardo Galani comentou sobre multiplas equipes, para complicar a vida do Líder técnico de teste rsrs.
    Trabalho na Locaweb, temos muitos times onde a maioria adota agile, outros projetos são waterfall, temos uma equipe de QA onde cada um trabalha em seus respectivos projetos(times).
    Nosso chefinho(rs) Robson Agapito que é o coordenador desse exército de Qa’s, é nosso facilitador, coach e tudo mais. Trabalha como líder técnico auxiliando todos os Qa’s nos diversos times, acompanha os ritos de cada projeto, dependendo do time veste o chapéu de SM.
    Cada time possui seu SM, seu GP, seus líderes e todos convivem em harmonia.

    @LeoCarvalho: Acho que qualquer um do time que se sentir à vontade pode ser SM. Desde que esteja preparado e disposto como a @Samanta Cicilia disse.

    Uma dúvida, a localweb não estava com um processo similar que nem o yahoo fez? De “eliminar” a equipe de QA? (ou cogitando a idéia pelo menos?)
    Ps: Só uma curiosidade mesmo…

  • @Ramses-Saccol-de-Almeida: sim, é um plano de reestruturação que será implementado agora em 2016, mudando o papel de QA.

  • @Rafael.Olivieri Por curiosidade… como se daria essa mudança no papel de QA no contexto da Locaweb?

  • Sugestão: @Rafael-Olivieri responde a @Patrícia-Araújo-Gonçalves no post sobre o “fim do QA” pra gente não desvirtuar o assunto dessa thread 🙂

  • O Robson Agapito não é mais coordenador desse exército de QA’s até por que esse exército de QAs não existe mais, até onde eu sei …
    Então, se acabaram com toda a área de QA ai na Locaweb você pode me explicar mais sobre seu conceito de harmonia @Rafael-Olivieri?

  • @Patrícia-Araújo-Gonçalves: por coincidência, foi um tema de outro tópico que comentei ontem (rs). Uma evolução natural do papel de QA para Dev ou SysAdm. QA e Dev compartilhando seus skills, SysAdm e QA compartilhando seus skills.
    Todos ganham 🙂

  • @Rafael.Olivieri Ta… mas me diz outra coisa… sobre essa “evolução natural”… todos os QAs aceitaram na boa essas mudanças? Não me soou bem essa de “todos ganham”, pq sempre há aquele perfil de profissional resistente à mudança principalmente nos times waterfall.

  • @Rafael.Olivieri
    se testa e desenvolve? Você é o bichão mesmo hein doido
    Youtube Video

  • @Eduardo-Souza: dificil ver um QA sem algum conhecimento de dev, espero que nao seja o seu caso, bichão 😉 (rs)

    Como a Samanta Cicilia observou bem, podemos conversar mais sobre qualquer assunto Patricia e Eduardo, meu contato está no perfil 😉
    Continuamos os offtopics por la 🙂

  • Ah cara … eu to tentando aprende.
    Um dia eu chego lá.

    Mas essa afirmação aí ta equivocada viu, eu acho.

  • @Eduardo-Souza: Tranquilo mano, eu sei que voce conhece a empresa e a empresa conhece bem voce 😉
    Mas o negócio é desapegar e ser feliz…
    Qualquer coisa meu contato tai, a gente troca uma ideia 🙂

  • @Rafael.Olivieri
    Eu já me desapeguei em 2014 quando pedi demissão.
    Cuidado pra não pegar o bonde andando e falar groselha.

  • Líder de Testes, num contexto ágil é interessante para tirar alguns impedimentos do time, como férias, aumento, talvez para os mais JR ser uma referência para onde o próprio JR possa chegar, funciona, mas se não tivesse, também não faria diferença porque o contexto ágil envolve equipes auto gerenciáveis.

    Eu não acredito no termo evolução natural, sou tester cerca de 10 anos, agora que venho trabalhando pra virar dev, mas não por uma “evolução” e sim por um desejo de me tornar um dev. Me diz uma coisa @Rafael-Olivieri , ai na Loca, foi uma “evolução” natural ou algo imposto por uma suposta expurgação na área de qualidade? Veja bem, eu fui QA na Locaweb, e de longe, era o time mais forte naquela época (Tinha o Edu, a Sarah Pimentel, Kaio Azevedo, o próprio Robson) na empresa, invejada por muitas áreas lá e ninguém abria mão de ter um tester em sua equipe. Hoje eu atuo num time em uma startup e trabalho com pessoas que são commiters do Rails, e essas pessoas não abrem mão de ter um tester na equipe. Ter um QA dentro de um time de sysadmin, qual seria a troca de skills válida?

    Abs.

  • @thiagompereira: Evolução da carreira de um profissional é uma coisa particular, onde eu vejo oportunidades, você pode não ver. Por exemplo, você que passou 10 anos num perfil e agora está buscando novos conhecimentos para evoluir, evolução de QA para DEV acho que é mais natural do que você passar de QA para outra profissão fora de TI. Consigo ver oportunidades para minha carreira em ter skills de SysAdmin/QAOps.
    Devemos deixar nosso egocentrismo de lado e analisar mais friamente, não existe apenas nossos times como referência ou como o supra sumo de qualquer empresa que seja.
    Aqui na empresa os DEV’s não abriram mão de ter um QA no time, não concordaram com esta visão. Foi uma decisão da gerencia / diretoria.

  • Respeito seu ponto de vista, mas não concordo. Não vejo muito sentido um QA virar um sysadmin por uma “evolução natural”, ter skills de Ops, OK, acho válido pra vc conseguir subir seus testes numa máquina que está na Amazon por exemplo, saber usar um Docker pra melhorar seus testes, mas daí um cara de OPs por exemplo, em que acrescentaria saber sobre técnicas de teste? Ou testes unitários, ou smoke tests? Isso que eu não enxerguei. Tu pode explicar como vc acrescenta seu conhecimento na vida de um cara de Ops @Rafael-Olivieri .