• Antes de clicar, busca a visiblidade dele, se tiver false ou null, tenta modificar a visiblidade ou talvez interagir com o elemento que bloqueia a visibilidade…

    postado em Geral
  • Então, 100% foco em mobile pode ser meio tiro no pé ein…hehehehe. Mas brincadeiras a parte, tem alguns blogs bons atualmente…
    https://appiumpro.com/editions (se tem foco em mexer um pouco com appium)
    https://adventuresinqa.com/ - Ele foi um dos primeiro a lançar um livro para mundo mobile, o blog dele é interessante…
    https://www.guru99.com/mobile-testing.html - Até tem algumas coisas legais…
    http://angiejones.tech/ - Foco não é mobile, mas da uma olhada…vale a pena…
    E te aconselho a dar uma catada no twitter que tem uma galera legal…tipo: https://twitter.com/@varmarajdeep

    Ps: não esqueça das comunidades no slack (qa-br, ministry of testing e test comunity…)
    Ps2: E se for mexer com appium esse ano tem appium conf (https://confengine.com/appium-conf-2019/schedule/rich?_ga=2.151051517.519956601.1557959424-1963959297.1557959424)

    postado em Geral
  • @Felipe-Ferraz Talvez ela não tenha chegado a nenhuma conclusão…heheheeh
    ¯_(ツ)_/¯

    postado em Geral
  • Dá uma olhada no site da toptal, talvez ajude…

    postado em Vagas
  • O que poderia ser pensando agora (entendendo apenas pelo que foi dito): Pegar esse arquivo gerado pelo job. Extrair os dados que precisa em um outro arquivo (isso pode ser automatizado, talvez um script…) E criar uma rotina (talvez um job de teste) para consultar os dados que precisa com o que extraiu…Para mais detalhes de como fazer isso, vale ver com os devs e com o time em geral como as coisas funcionam…

    postado em Geral
  • Se você tem duvidas sobre GIT e gestão de código fonte… da uma olhada aqui —> https://www.youtube.com/channel/UCP7RrmoueENv9TZts3HXXtw 🙂

    postado em Treinamento e Eventos
  • Sempre pergunte o tech menu da empresa antes de fazer qualquer tipo de entrevista técnica.
    Com isso vc pode se preparar, lembrar o que vc esqueceu ou aprender tecnologias novas.
    Ou evitar trabalhar em empresas que usam java web 🙂

    postado em Geral
  • Se um Devops na minha minha equipe dizer que não usa jenkins job builder ou outro sistema para versionar as configurações via código… eu mando embora na mesma hora.

    postado em Artigos e Tutoriais
  • Essa conversa sobre papel de QA ou não, sobre ele ser técnico ou não so anda indo contra o que a metodologia ágil nos sugere em “modus operantis”, e quando digo isso, me refiro a profissionais multidisciplinares.
    Isso não e somente com a nossa área, em outras também. Estamos mais preocupados em entender o nosso papel do que trabalhar com todos, de forma multidisciplinar dentro de uma equipe.
    Como deram um exemplo de devOps acima, ele não vai deixar de ser devOps, mas programar vai aproximar ele mais do time e talvez ate ajudar em questões que o time não esta conseguindo… Por ter adquirido conhecimento ao invés de se preocupar com os “limites” do seu cargo. E se depois ele precisar saber mais de negocio, acreditem, eles vão melhorar seus skills e vãoo aprender… .

    P.O não precisa programar, mas ja vi casos que era uma pessoa técnica e ajudava em refinamento técnico de certas tarefas…Ou seja a gente fica abrindo conversas sobre perfis e “limites” sendo que a gente podia estar conversando em como melhorar a forma de como pensamos e vemos as coisas na área.

    Eu sou um que gosto de trabalhar, mas ao longo dos anos prefiro mais falar sobre praticas, ferramentas que ajudam monitorar e patterns do que falar de…sei la…usar zalenium e 300 containers que abre, por exemplo. Eu acho que nos temos muito material para quem quer dar um “pontapé inicial” em qualquer tipo de automação de testes. Mas ninguém quer falar sobre como testa. E eu não culpo, tem gente que nem sabe como esta fazendo o seu trabalho…Mas esta fazendo… 🙂

    Automação e um dos pontos que ajuda no trabalho. Saber ou não programar vai do perfil que deseja seguir. Senão quer ser mais técnico, vai entender mais do produto e captar isso.

    Agora a minha motivação, ao fazer essa mega texto de facebook hehehehe, e incentivar mais conversas sobre técnicas e maneiras de melhorar as skills, em qualquer âmbito, do que ficar se apegando a cargos e “limites” impostos nos cargos…

    postado em Artigos e Tutoriais
  • Meus 50 cents.

    Da mesma forma que as tecnologias e metodologias evoluem, nós também precisamos evoluir.

    Eu não vejo cenário para um QA manual que prefere usar TestRail ou qualquer gerenciador de testes dentro de um time onde todos estão focados em feedback rápido por exemplo.
    Na minha opnião QA’s vão acabar se tornando mais técnicos o que é normal, convivência no dia a dia com desenvolvedores fazem a gente aprender cada vez mais.
    Fora o fato de que podemos ser análiticos e críticos mesmo sendo bons técnicamente (e.g ajudar o time a criar uma estratégia de testes, pareando com desenvolvedores durante a escrita dos testes, fazendo ponte de négocio com o time, fora outras atividades).
    Da mesma forma que existem diversas ferramentas por ai de record and play, gerenciamento de testes, também existem solucões para cada tipo de problema ou seja um framework específico ou até mesmo linguagem, não adianta querer resolver todos os problemas do mundo apenas com Ruby e capybara por exemplo.

    Voltando ao assunto de metodologias, feedback rápido é essencial nesse caso, lembrando que testes automatizados não se anulam eles se completam, tendo isso em vista teste manual sempre vai existir, mas em diferente contexto, executando testes exploratórios que sejam eficientes. Ao contrário de exaustivas sessões de testes regressivos totalmente manuais.

    Como o galani falou sempre temos a escolha de mudar para uma área mais voltada a negócio.

    postado em Artigos e Tutoriais