Chrome headless

Pessoal, recentemente o chrome passou a funcionar também como headless browser. Alguém aqui já teve experiência com ele, usando junto com o selenium webdriver?
Só encontrei exemplos na net usando direto no shell…

Aqui usamos Chrome rodando com xvfb, é bem tranquilo. http://elementalselenium.com/tips/38-headless

@stefanteixeira muito obrigado! Vou dar uma olhada. Já vi alguns exemplos usando o xvfb, mas não tinha entendido muito bem, parece que a documentação oficial está melhor.

Sexta-feira consegui atingir o objetivo, que era rodar os testes sem depender de interface gráfica. Trabalho com o @porcelani , que fez uma apresentação para o TDC justamente sobre este caso e ele me ajudou bastante! Me baseando na apresentação dele, e seu projeto no git consegui rodar os testes no linux conteinerizando o selenium-grid e o navegador, e desta forma a interface gráfica não influenciou em nada!

Agora o próximo passo será colocar isto para rodar definitivamente numa máquina linux da Amazon e chamar os testes com o Jenkins :sunglasses:

Show de bola! :smile:

Os testes já estão rodando no Jenkins de hora em hora. Quando tiver um tempo vou ver se escrevo um artigo aqui no fórum pra mostrar o que foi feito, ficou bem legal :D

Próximo passo é criar um script para ligar a aws quando for rodar os testes e desligar em seguida, já que a precificação da amazon é por quanto tempo a maquina fica ligada.

Escreve sim cara, é muito importante esse compartilhamento de experiências.

Pra subir/derrubar infra na AWS eu recomendo fortemente o Terraform (https://www.terraform.io/), é bem tranquilo de usar (mas tem que entender o básico da estrutura da AWS, claro). Na minha empresa anterior, a gente tinha jobs no servidor de CI específicos pra subir e derrubar a infraestrutura de teste na AWS (vpc, security groups, subnets, instâncias), rodando scripts do Terraform.

@Bruno-Fernandes só uma dúvida rápida, qual o motivo de rodar os testes de hora em hora?

@Fred-Moreira, com a black-friday nós precisaremos garantir que o sistema está funcional, que não caiu ou que uma eventual correção urgente não impactará outras funcionalidades críticas, ou seja, ver se está com um mínimo de estabilidade. No momento temos bem poucos testes, e bem básicos. Coloquei de hora em hora só para que rode periodicamente, mas a intenção depois é ver alguma forma de ser feito o testes sempre após o deploy. Como diz um colega daqui: “baby steps”…

Tranquilo cara hehehehe valeu pela explicação :)
Eu só queria entender mesmo a motivação.

Log in to reply

Looks like your connection to Agile Testers was lost, please wait while we try to reconnect.