Teste em sistema sem interface

Bom dia / Boa tarde / Boa noite.
Gostaria de tirar uma dúvida com profissionais mais experientes (e conceituados), sobre: qual tipo de testes devo realizar em um sistema sem interface? É uma aplicação da área financeira, que simplesmente executa diversos processos e cálculos, e no final gera um relatório web e .xls.
Não possuo grandes conhecimentos de teste unitário, tenho estudado sobre o assunto e evoluído, mas fiquei na dúvida se esse é o melhor teste a se realizar para esse tipo de aplicação, e como complementar com outros tipos de testes.

Resumindo…rs
1 - Qual(is) o(s) melhor(es) teste(s) para um sistema sem interface?
2 - Como automatizar esse sistema?

Segue abaixo a lista das Tecnologias utilizadas:
Linguagem de programação: C# (.net)
Servidor de Aplicação: Windows Server 2008 (Por enquanto está local a aplicação)
Banco de Dados: SQL
Tipo de Execução: Não há .bat nem scripts, ele roda diretamente do projeto (.sln), futuramente irá ser via .exe.

Ferramentas a minha disposição: Visual Studio 2010, Testlink, PL-SQL Developer.

Obs: Se acharem essa pergunta familiar, foi porque perguntei em algum outro grupo de teste, mas o projeto parou e está sendo retomado.

SRN!
Desde já agradeço a atenção.

Well, isso vai dar um pouco de trabalho. Pois vai precisar se preocupar com as regras que tu pode usar para gerar esse relatório (acredito que tu tenha que utilizar alguns parametros para poder gerar esse relatório).
Ver sua excessões também é um caminho a ser visto.

Sobre automatizar…Bom… tu pode ver algo para o banco de dados…(não sei, mas pode ser uma alternativa…) tipo http://dbunit.wikidot.com/)…

@Ramses-Saccol-de-Almeida
Os testes atuais tomam um tempo absurdo, são diversas tabelas, muitas regras com muitas exceções… mas ainda assim consigo entregar com qualidade os testes.
Mas precisaria de uma forma para facilitar (e abranger) os testes e validar as alterações feitas na aplicação.
Li sobre BDD, “documentação executável” e os testes unitários, mas fiquei sem saber qual(is) caminho(s) seguir :/
Vou ler sobre o DBUnit, e torcer pra ele me salvar! rs

Obrigado novamente pela atenção.

Então, acho que o caminho que tu precisa é entender como tu pode “desacoplar” um fluxo para ficar “um pouco menos demorado” para testar. Eu vi tu falando de BDD, testes unitários…Calma lá…
O que tu primeiro precisa é ver sobre os fluxos que tu anda fazendo, como tu pode ver eles “em pedaços”…Deve existir algumas condições que tu pode ver sem precisar encaixar tudo.
Feito isso tu pode ver depois alguns fluxos a serem rodados por completo.
Foi até por isso que comentei de ver sobre os parametros… Vai que tu passa, sei lá, 10 parametros por que precisa ver um fluxo inteiro e cada parametro é para uma query ou uma procedure…Enfim, meu conselho é tu começar a analisar nos fluxos que tu anda executando o que é meio que “repetitivo” e analisar se pode fazer ele sozinho.
Depois de toda essa análise, tu pode começar a ver como tu pode escrever isso de uma forma melhor (dai entra o BDD, ATDD…)…E depois dessa escrita tu pode pensar em como automatizar…
Mas não tem muita fuga…precisa separar as coisas…

PS: Dá uma lida nisso, acho que pode te ajudar nessa "quebra"
http://pt.slideshare.net/samantacicilia/meetup-sp-o-qa-a-especificao-por-exemplo

@Ramses-Saccol-de-Almeida
Essa frase resume tudo “Mas não tem muita fuga…precisa separar as coisas…” :grin:
Vou tentar partir daí então, visualizar a aplicação em módulos, e validar os fluxos, fazer tudo por partes.

Obrigado pela atenção e pelas dicas!

Log in to reply

Looks like your connection to Agile Testers was lost, please wait while we try to reconnect.