O que você quer dizer com "Pensar fora da caixa?"

-2

Quem convive no meio de desenvolvimento de software, com certeza já deve ter ouvido em algum momento pessoas usarem a expressão “pensar fora da caixa”, seja em uma reunião da equipe, na empresa, palestras, eventos ou até mesmo quando você foi solicitado para fornecer seus serviços como Testador. Comumente, ela costuma ser atribuída a Testadores, como uma espécie de habilidade inerente a qualquer pessoa que trabalhe na área de Teste de Software. Porém, muitos confundem “pensar fora da caixa” com “distância crítica”. Continue lendo aqui.

Tester

Ótimo artigo para se pensar!

Mas acredito que “pensar fora da caixa” não é tão difícil quanto se dá a entender o artigo, mas concordo que precisa de conhecimento do negócio para isto.

Para mim, pensar fora da caixa é fazer uma mudança de perspectiva, ver com outros olhos. Por exemplo, se estou testando uma funcionalidade do sistema, preciso ter pelo menos duas visões: testador e usuário.
Quando eu tenho uma visão de testador, geralmente e inconscientemente, fico preso às especificações da funcionalidade, mas por outro lado, me faz testar cada detalhe, mesmo que seja difícil do cliente fazer aquilo. É o famoso “o cliente nunca fará isso pra dar esse erro!”. Isto é uma perspectiva diferente da do programador, então, já está fora da caixa dele.
Quando eu tenho a visão do cliente, eu já não vou pensar tanto na especificação, mas sim em como aquilo que foi desenvolvido será utilizado no dia a dia, se faz sentido, se é fácil utilizar e outras coisas. Aqui estou fora da caixa do dev e do QA, e começo a entrar na caixa do cliente.

Quando praticamos essa mudança de perspectiva já estamos pensando fora da caixa (independentemente de quem seja a caixa).

@marioramos18

Pensamento fraco de 10 anos atrás quando você fala de desenvolvimento.

Em times ágeis que você tanta fala mal, QA e DEV trocam experiência e visões o tempo todo, contribuindo e “forçando” ainda mais o “pensamento fora da caixa”.
E isso não é utopia… isso vem acontecendo mais e mais, mesmo que profissionais que desprezam o ágil preguem ao contrário.

-6

@Leonardo-Galani obrigado por compartilhar sua opinião no mínimo arrogante. Apesar de que n é nenhuma novidade para mim, até mesmo pq vc e outros aqui costumam falar incrívelmente sempre as mesmas coisas. Se pra vc ter pensamento fraco é questionar tudo isso que vc
e alguns “especialistas” dizem ser “Teste de Software”, olha então realmente eu tenho um pensamento bem fraco.

Tester

Eu realmente gosto de algumas barreias que tentam ser quebradas, mas uma vez ou outra sempre tem um colocando tijolo para manter isso…

Bem, eu realmente não iria comentar nada, mas já que se fomentou um debate, vamos lá…

  1. Pensar fora da caixa : Pelo tempo e experiencia que tenho na área, a maioria das vezes eu ouço ou leio isso, é mais brincadeira do que dito como sério. Faz, pelo menos, uns 3 anos que não vejo alguém palestrar isso levando a sério. Está mais para um “plot” que alguém usa para resolver algo. Não me recordo de ninguém falando isso de modo sério, teria algum exemplo? Ia ser legal…

  2. …“Comumente, ela costuma ser atribuída a Testadores…” : Olha, de tempos em tempos, vejo gente de UX com esse pensamento, já alguns agilecoachs…Líderes…Políticos… Não entendi por que é tão comumente com a de testadores. Acho que ela está mais ligada a criação do que validação…Minha opinião… Tem alguma base nesse tipo de “semi afirmação”?

  3. …para encontrar esses problemas é preciso alguém com uma maior distância crítica e isso está disponível na mentalidade de um Testador… : Esse trecho que fez pensar que eu posso chamar qualquer outro profissional para essa ajuda. Certo né? Então, essa comparação de “distancia critica” vs “pensar fora da caixa”, voce tem algo em termos de comparativo? Existe um motivo para ter essa comparação?
    Não consegui achar nada no texto para ter essa fundamentação…

  4. …título “5 passos para pensar fora da caixa”,… : Tem esse artigo? Fiquei interessado… Pois pode ser apenas um título chamariz… (voce mesmo já o fez em assuntos no seu blog… (aka: Cuidado ! Caso de teste pode levá-lo a cegueira)…

  5. …pensar fora da caixa implicava dominar uma complexidade que não se deixaria nunca reduzir em 5 passos… : Ei, se for ficar lendo tudo que se pode fazer em passos… Eu seria um dev full stack com o “…for dummies” apenas…ehhehehe. Isso é mais voltado em vendas, tem tanta influencia assim em testes?

Mas no final de contas, não captei a essencia que quis mostrar no texto. Existe uma “ode” ao testador, sobre distancia critica e “pensar fora da caixa” (que nada mais é pensar sem as amarras tradicionais)… Então não captei mesmo a complexidade disso.

Se puder falar mais…Ou agregar mais assunto ao texto… Pois como falei, não captei a essencia do assunto…

Ps: Esse termo não foi criação derivado de um treino na disney, onde o instrutor pediu para ligar os pontos com um lapis sem tirar o lápis de cima do papel?

Log in to reply

Looks like your connection to Agile Testers was lost, please wait while we try to reconnect.