Papel de um Líder de Testes no Scrum...

@Rafael.Olivieri Ta… mas me diz outra coisa… sobre essa “evolução natural”… todos os QAs aceitaram na boa essas mudanças? Não me soou bem essa de “todos ganham”, pq sempre há aquele perfil de profissional resistente à mudança principalmente nos times waterfall.

Patrícia Gonçalves

@Rafael.Olivieri
se testa e desenvolve? Você é o bichão mesmo hein doido
Youtube Video

-1

@Eduardo-Souza: dificil ver um QA sem algum conhecimento de dev, espero que nao seja o seu caso, bichão ;) (rs)

Como a Samanta Cicilia observou bem, podemos conversar mais sobre qualquer assunto Patricia e Eduardo, meu contato está no perfil ;)
Continuamos os offtopics por la =)

Ah cara … eu to tentando aprende.
Um dia eu chego lá.

Mas essa afirmação aí ta equivocada viu, eu acho.

-6

@Eduardo-Souza: Tranquilo mano, eu sei que voce conhece a empresa e a empresa conhece bem voce ;)
Mas o negócio é desapegar e ser feliz…
Qualquer coisa meu contato tai, a gente troca uma ideia =)

@Rafael.Olivieri
Eu já me desapeguei em 2014 quando pedi demissão.
Cuidado pra não pegar o bonde andando e falar groselha.

Líder de Testes, num contexto ágil é interessante para tirar alguns impedimentos do time, como férias, aumento, talvez para os mais JR ser uma referência para onde o próprio JR possa chegar, funciona, mas se não tivesse, também não faria diferença porque o contexto ágil envolve equipes auto gerenciáveis.

Eu não acredito no termo evolução natural, sou tester cerca de 10 anos, agora que venho trabalhando pra virar dev, mas não por uma “evolução” e sim por um desejo de me tornar um dev. Me diz uma coisa @Rafael-Olivieri , ai na Loca, foi uma “evolução” natural ou algo imposto por uma suposta expurgação na área de qualidade? Veja bem, eu fui QA na Locaweb, e de longe, era o time mais forte naquela época (Tinha o Edu, a Sarah Pimentel, Kaio Azevedo, o próprio Robson) na empresa, invejada por muitas áreas lá e ninguém abria mão de ter um tester em sua equipe. Hoje eu atuo num time em uma startup e trabalho com pessoas que são commiters do Rails, e essas pessoas não abrem mão de ter um tester na equipe. Ter um QA dentro de um time de sysadmin, qual seria a troca de skills válida?

Abs.

@thiagompereira: Evolução da carreira de um profissional é uma coisa particular, onde eu vejo oportunidades, você pode não ver. Por exemplo, você que passou 10 anos num perfil e agora está buscando novos conhecimentos para evoluir, evolução de QA para DEV acho que é mais natural do que você passar de QA para outra profissão fora de TI. Consigo ver oportunidades para minha carreira em ter skills de SysAdmin/QAOps.
Devemos deixar nosso egocentrismo de lado e analisar mais friamente, não existe apenas nossos times como referência ou como o supra sumo de qualquer empresa que seja.
Aqui na empresa os DEV’s não abriram mão de ter um QA no time, não concordaram com esta visão. Foi uma decisão da gerencia / diretoria.

Respeito seu ponto de vista, mas não concordo. Não vejo muito sentido um QA virar um sysadmin por uma “evolução natural”, ter skills de Ops, OK, acho válido pra vc conseguir subir seus testes numa máquina que está na Amazon por exemplo, saber usar um Docker pra melhorar seus testes, mas daí um cara de OPs por exemplo, em que acrescentaria saber sobre técnicas de teste? Ou testes unitários, ou smoke tests? Isso que eu não enxerguei. Tu pode explicar como vc acrescenta seu conhecimento na vida de um cara de Ops @Rafael-Olivieri .

@Rafael.Olivieri
No caso do Thiago ele sentiu a necessidade de buscar algo que complementasse o trabalho dele…
Quando a gerencia / diretoria impõem o fim da área, a mudança parece algo do tipo: Deixa eu ver o que mais eu posso fazer aqui pra não ficar desempregado!
Me parece mais preocupado com se manter empregado que construir uma carreira.

Log in to reply

Looks like your connection to Agile Testers was lost, please wait while we try to reconnect.